Língua Portuguesa - regras práticas

Resultado de imagem para língua portuguesa

A Língua Portuguesa é considerada a última flor do Lácio (expressão usada no soneto Língua Portuguesa, de Olavo Bilac), ou seja, o Latim teve sua origem na região do Lácio, hoje Roma. Houve uma evolução no latim, chamado vulgarmente de latim de cozinha, que deu origem aos idiomas:
francês, armeno, castelhano, italiano e português. No início, a língua de açores era rude e arcaica, somente o tempo aprimorou o idioma, depois de acirradas reformas, a língua portuguesa se tornou uma preciosidade como idioma oficial de Portugal, Brasil, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Timor-Leste, Guiné Equatorial, Macau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.
Considerado um dos idiomas mais difíceis do mundo, o português possui regras e exceções incomuns em qualquer outra língua do mundo, isso devido ao latim, que contribuiu quase que oitenta por cento da formação do português. Contudo, a maioria das pessoas que falam o idioma de Camões não sabem falar nem escrever corretamente, sendo que muitos comentem erros bárbaros, considerados um assassinato à língua portuguesa.

Resultado de imagem para língua portuguesa

Erros comuns ao escrever e falar em Português


A maioria das pessoas empregam frases com erros de concordância, erros de sintaxe entre outros. Mas há o emprego constante de termos que não fazem parte da gramatica, como na oração abaixo:

É comum se ouvir no dia-a-dia:

"Ele não pode ser preso, pois ainda é de menor".
Não existe gramaticalmente o uso do termo "de menor", o que denota um erro grave, o certo seria alguém dizer: "Ele não pode ser preso, pois ainda é menor de idade."

"Para maiores informações entre em contato pelo telefone".
O certo seria, "para mais informações entre em contato pelo telefone".

"Houveram muitos acidentes". O verbo haver, como o verbo existir se constitui invariável, não é flexionado pelo verbo, portanto, o correto seria: "Houve muitos acidentes".

 "Para mim fazer." Um erro muito empregado pelas pessoas, mas para começar mim não faz e não pode ser sujeito. O correto seria: "Para eu fazer". Parece errado, mas o correto seria empregar o eu ao invés de mim.

"Venda à prazo". Para começar não se usa crase  antes das palavras masculinas, exceto quanto a palavra esteja se referindo a moda. "Venda a prazo".

Um erro comum, empregado principalmente no interior do Brasil, principalmente em cidades pequenas, é comum as pessoas dizerem: "Entrar dentro". O correto seria entrar em. Há outros empregos que as vezes nem percebemos como: "A viúva do falecido", "Sair para fora", "Entrar para dentro", Subir para cima" entre outras.

Resultado de imagem para mau, mal

Emprego de Mau, Mal, Cauda e Calda


Outro erro empregado por muito é quanto ao uso de mau e mal. Só se emprega mau quando é contrário de bom. "Ele é um mau aluno", o que poderia ser: "Ele é um bom aluno".
O uso de Mal com l se usa em contraposição ao bem. "Ela mal chegou e teve que partir." - "Ela bem chegou e teve que partir".
Agora só se usa cauda com u para nomear o que vulgarmente se chama o "rabo" dos animais. "Aquela onça tem uma cauda muito longa".
Enquanto que calda com l se usa para um líquido espesso e viscoso, obtido a partir da fervura de água e açúcar, originando uma espécie de xarope.

Ajuda latina para evitar erros


Como a maioria das palavras da nossa língua são de origem latina, é comum elas obedecerem a língua mãe quanto a morfologia de sua escrita e por isso muitos comentem erros catastróficos, que denotam falta de conhecimento.
Para evitar erros e saber se as palavras são escritas com x ou s, basta ir à raiz da língua e descobrir. Extra é uma palavra que causa muito embaralho nas pessoas. Em latim, ex, extra, que quer dizer para fora. Enquanto que exterior, denota a mesma coisa, sair fora do país. Todas as palavras que exprimem um desejo de sair, são escritas com x, como por exemplo: extrair, extrato, extradição, extremo...
Palavras como homem, hoje ainda são escritas como se escreve em latim, hominis, hodie, enquanto que ontem, não se usa o h. Parece uma exceção a parte, mas a palavra ontem perdeu o h ao longo do tempo, sendo que em latim ontem é heri. No português arcaico era comum encontrar "hontem".

Resultado de imagem para livros adultos monteiro lobato

Por fim, para se aprender um pouco de português é preciso muita leitura, inclusive de grande clássicos da nossa literatura, a começar por Camões, Eça de Queirós e sua inusitada obra O primo Basílio, Machado de Assis e por fim o renomado Monteiro Lobato. Para quem acha um verdadeiro tédio ler Cidades Mortas,  Negrinha e Urupês, que tal começar pela coleção do Sítio do Pica Pau Amarelo, que são livros voltados para o mundo infantil, mas hoje em dia esses livros, infelizmente não estão conseguindo despertar o prazer pela leitura nem mesmo nos adultos.




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...